A Electronic Sports League (ESL) proíbe algumas substâncias que melhoram a performance nas competições, confira aqui quais.

“Como a maior e mais antiga organização de eSports do mundo, a ESL tem um compromisso contínuo para salvaguardar tanto a integridade de nossas competições quanto a do eSports como um todo — queremos garantir um campo de competição justo para todos os participantes”, Ella McConnell , editora sênior da ESLGaming, escreveu em um comunicado.

Separei aqui as proibições mais relevantes.

Se quiser saber apenas as probidas durante o campeonato pule para o final.

Substancias proibidas até fora de campeonato.

1. Esteroides androgênicos anabólicos (AAS)

Classe de hormônios esteroides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo.

2. Outros agentes anabolizantes Incluindo, mas não limitado a:

Clenbuterol, moduladores seletivos do receptor de androgio (SARMs, e.
andarine e ostarine), tibolona, zeranol e zilpaterol.

 

3 Hormônios de peptídeos, FATORES DE CRESCIMENTO substancias relacionadas

4 AGONISTAS BETA-2

5 HORMÔNIOS E MODULADORES METABÓLICOS

6 Diuréticos e agentes mascarantes

Um agente de mascaramento é usado para ocultar ou impedir a detecção de substâncias proibidas, ou drogas ilegais, como esteroides anabolizantes ou estimulantes. Os diuréticos são a forma mais simples de agente de mascaramento e trabalham aumentando a perda de água através da excreção de urina e diluindo a urina, o que resulta em concentrações mais baixas da substância proibida à medida que mais dela é excretada do corpo, dificultando a detecção de laboratórios.

Métodos proibidos

1 – MANIPULAÇÃO DE COMPONENTES SANGUÍNEOS

2 – MANIPULAÇÃO QUÍMICA E FÍSICA

Os seguintes são proibidos:
1. Adulterar, ou tentar falsificar, alterar a integridade e validade de Amostras coletadas durante o Controle de Doping.

Incluindo mas não limitado a:
Substituição de urina e / ou adulteração.
2. Infusões intravenosas e / ou injeções de mais de 50 mL por período de 6 horas
exceto para aqueles legitimamente recebidos no curso de internações hospitalares, procedimentos cirúrgicos ou investigações clínicas.

Substancias proibidas apenas durante o campeonato.

Estimulantes:

Aqui entram as substancias derivadas de anfetaminas, como Ritalina, Adderall e Vyvanse.

  1. Estimulantes Não Especificados:
    Adrafinil; amfepramona; anfetamina; amfetaminil; amifenazole; benfluorex; benzilpiperazina; bromantan; clobenzorex; cocaína; cropropamida; crotetamida; fencamina; fenetilina; fenfluramina;
    fenproporex; fonturacetam [4-fenilpiracetam (carfedon)]; furfenorex; mefenorex; mephentermine; mesocarb; metanfetamina (d-); pmetilanfetamina; modafinil; norfenfluramina; fendimetrazina;
    fentermina; prenilamina e prolintano.
    Um estimulante não expressamente listado nesta seção é uma substância especificada.
  2. Estimulantes Especificados.
    Incluindo, mas não limitado a:
    Benzfetamina; catina ; catinona e seus análogos, e. mefedrona
    methedrone e α-pirrolidinovalerofenona; dimetilanfetamina;
    efedrina; epinefrina; etamivan; etilamfetamina;etilefrina; famprofazona; fenbutrazato; fencamfamina; heptaminol;hidroxianfetamina (para-hidroxianfetamina); isometépteno;
    levmetamfetamina; meclofenoxato; metilenodioximetanfetamina;metilefedrina; metilhexaneamina (dimetilpentilamina);metilfenidato; niquetamida; norfenefrina; octopamina; oxilofrina; pemolina; pentetrazol; fenetilamina e seus derivados; fenmetrazina; fenprometamina; propil-hexedrina;pseudoefedrina;selegilina; sibutramina; estricnina;tenamfetamina, tuamino-heptano;
  3. Exceto:
    Derivados do imidazole para uso tópico / oftálmico e os estimulantes incluídos no o programa de monitoramento de 2015:
    Bupropiona, cafeína, nicotina, fenilefrina, fenilpropanolamina, pipradrol, e sinefrina: Estas substâncias não são consideradas Substâncias Proibidas.

NARCÓTICOS

Buprenorfina; dextromoramida; diamorfina (heroína); fentanil e seus derivados; hidromorfona;metadona; morfina; oxicodona;oximorfona; pentazocina e petidina.

Canabinóides

Natural, por ex. cannabis, haxixe e maconha, ou sintética 9-tetrahidrocanabinol (THC).

ÁLCOOL

Permitido. (Não haverá análise).

 

Confira o texto completo aqui.

Confira aqui, alternativas para eSports legalizadas em sem danos colaterais.

No mundo dos jogos competitivos, você pode ter a mente mais afiada, os reflexos mais rápidos e ser o melhor jogador do mundo — mas é tudo por nada se você não pode se apresentar sob os holofotes do grande palco com milhares, às vezes milhões, observando você.

Quando você olha para a atual safra de jogadores esportivos profissionais, as idades geralmente variam de um estudante do ensino médio para um estudante universitário. Esses jogadores estão recebendo patrocínios de grande nome, conversando com a imprensa e fazendo disso um emprego em tempo integral; eles não estavam preparados para o mundo em que foram jogados.

Esportes tradicionais como o basquete têm crianças com habilidades extraordinárias que são criadas desde cedo para estarem prontas para a mídia colegial de basquete, ou mesmo, se forem boas o suficiente, a NBA. Entretanto, a maioria dos maiores astros de jogos competitivos há alguns anos nunca sonhou que essa carreira poderia ser possível, ou a fortaleza mental necessária para permanecer no topo. Eles simplesmente gostavam de jogar em seu quarto, sozinhos ou com amigos, e a profissão de “jogador de videogame competitivo” era algo que não era esperado.

A pouca idade é o maior desafio.

Existem adolescentes que são os melhores em seu jogo específico online. No entanto, quando colocados em um ambiente off-line, eles às vezes desmoronam sob a pressão. Nessa indústria crescente de e-sports, um mau desempenho, uma falha sob pressão, e sua chance de se tornar profissional pode passar para o próximo garoto que está brincando com seu time amador.

É um ambiente impiedoso no que se refere a disposição necessária para atingir a perfeição. Weldon Green

Desde a contratação de cozinheiros para preparação de alimentos saudáveis para a equipe, até a academia necessária para que todos os membros da equipe mantivessem seus corpos em forma, até agora ter psicólogos esportivos e outros membros da equipe tentando resolver o lado mental do jogo.

Confira a estratégia do time Astralis.

Com uma psicóloga dedicada, a Astralis chegou na sua primeira final de CS:GO.

Confira no video o trabalho e as estratégias utilizadas. (O video possui legendas)

Conclusão

Um manual de treinamento de habilidades psicológicas traz benefícios para atletas de todos os esportes.

Essas descobertas podem ser facilmente extrapoladas para sua aplicação em atletas novos nos eSports.

Ao fazer uso de um número de estratégias específicas dentro de cada habilidade coberta, um manual deve fornecer um guia para treinadores e atletas para o mundo dos esportes, consultoria psicológica e as habilidades necessárias, como lidar com a meta de conquista.

A teoria também transmite aos treinadores a ideia de climas motivacionais dentro do treinamento ambientes e como esses climas podem afetar o desempenho dos atletas. Realização Teoria Meta (AGT) destaca as motivações básicas para a objetiva realização em humanos. As metas dos atletas existem em uma estrutura 2×2, horizontalmente do ego (desempenho) para tarefa (habilidade) e verticalmente de aproximação para evitar. Um atleta, portanto, pode estabelecer quatro diferentes orientações de objetivo. A diferença entre egoavoidance ou egoapproach é se um atleta está determinado a alcançar o sucesso vencer a concorrência (abordagem) ou evitar parecer ruim, comparado à competição (evasão). A diferença entre a abordagem de tarefas e a evitação é se um atleta é buscando melhorar o conjunto de habilidades atuais do atleta (abordagem) ou evitar incompetente com base em desempenhos auto-referenciados (evitação).

Todas essas diferentes orientações de objetivo de os atletas têm vantagens e desvantagens quando se trata de estabelecer metas e alcançá-las em seus esportes. A pesquisa apoia, como destacado acima, que tipicamente a abordagem e a concerto com objetivos de egoproach levam a um desempenho superior. Atletas que exibem tendências para egoavoidance nem sempre terão os mesmos resultados positivos de Manual definição de metas ou outras habilidades de treinamento mental.

É por este motivo que o manual fez a recomendação para promover um ambiente que é alto no envolvimento de tarefas, enquanto reconhecendo o benefício das tendências do ego. Ao promover os ambientes sugeridos por Neste manual, é benéfico aplicar as bases da AGT a cada uma das habilidades e estratégias específicas em que este manual se expande. Ao manter um foco na habilidade, enquanto Em busca de altos níveis de desempenho, um atleta se beneficia mais do manual. As habilidades e estratégias específicas apresentadas neste manual são facilmente uma variedade de situações e ter provas para apoiar uma ligação entre a sua utilização e o desempenho aumenta.

O uso de metas, imagens e selftalk na literatura apontam para aumenta no desempenho. A meta foi usada por atletas para criar um plano de ação para atingir metas de longo alcance no esporte. Usado em conjunto com imagens e SelfTalk, os atletas podem manter altos níveis de positividade e motivação para atingir metas e aprender novas habilidades. Embora este manual faça uso de métodos e instruções simples, seus resultados e as teorias que os sustentam não são. Treinamento de habilidades mentais para atletas é simples de começar, mas difícil de dominar, e este manual fornece um ponto de partida para Atletas e treinadores procurando aumentar seu desempenho agora e no futuro.

exercícios de mindfulness

Aprenda a melhorar seu foco e aprendizado aplicando técnicas de Mindfulness, que seriam a atenção plena.

As técnicas de atenção plena integram o cérebro e fortalecem as funções importantes que apoiam uma inteligência emocional e social, assim como o sucesso acadêmico, diz Daniel J. Siegel, Neurobiólogo.

E é certamente notável o quando se fica mais preparado para o aprendizado e o processamento de novas informações depois de exercícios como mostraremos a seguir.

1 — Prepare o campo para a atenção plena

Estude sobre atenção, equilíbrio e compaixão, leia livros sobre mindfulness e entenda a importância de um lugar tranquilo para o aprendizado.

leia sobre mindfulness

A leitura deve ser não só feita pelo conhecimento, mas como exercício de atenção plena.

2 — Dê uma “caminhada perceptiva”

Caminhe em volta de seu local de estudo ou trabalho, e preste atenção em todas as sensações. Pare para notar a calçada, ouvir o som do vento ou até dos carros passando. No final da caminhada, recobre mentalmente tudo que foi capaz de notar, que provavelmente teria passado em branco em outro momento da vida. Este é realmente um exercício que se tornará cada vez mais completo cada vez que você fizer.

3 — Compre um “baralho de yoga”

Um guia de exercícios dinâmicos e divertido, feito para o desenvolvimento da sua atenção plena pode ser uma ótima ferramenta. Considere opções como Mindful Games de Susan Kaiser para te ajudar a dar o próximo passo na jornada do mindfulness.

Aprenda os nomes, note como seu corpo se sente em cada posição, e quando se sentir confortável, invente uma posição nova! D6e um nome, desenhe-a. Ao prestar atenção nas outras posições, será um ótimo exercício mental.

4 — Pratique o comer consciente

O mindful eating é o exercício de perceber os detalhes do que se come, muito além do sabor. Perceba as complexidades da textura, a cor, o cheiro, tente imaginar de que forma foi preparado.

Esse exercício é ótimo para trazer uma nova visão a algo que fazemos de forma tão automática. Com a atenção plena, cada momento como esse é um exercício de atenção, que poderá facilmente ser traduzido em seus estudos ou trabalho.

Então pense: o que há nessa comida que eu nunca havia notado? Qual propriedade sempre deixei passar despercebida? O que pensar sobre essa comida me levou a pensar?

Às vezes a atenção plena vai além do objeto de foco, sendo uma ferramenta poderosa para criar  conexões entre as coisas que já sabemos, e um pouco de desvio do pensamento pode ser muito positivo.

 

5 — Seja seu próprio guia de meditação

Se você está aqui provavelmente já sabe o poder da meditação, especialmente o da meditação guiada.

O próximo passo é escrever seu próprio guia de meditação, aplicando o que tem aprendido sobre.

Ninguém te conhece melhor do que você mesmo, então use esse conhecimento a seu favor.

Crie, teste e reteste. Se se sentir confortável, grave um áudio para usar como guia durante sua meditação, compartilhe com quem tiver interesse.

 

6 — Mantenha uma mente bem nutrida

Todos esses exercícios serão ótimos para a sua atenção, mas seu cérebro precisa que todos os nutrientes para que seu pleno funcionamento seja atingido.

Não esqueça dos seus 15 minutos diários de sol para manter níveis saudáveis de Vitamina D, e que a falta de vitaminas do complexo B pode ser um grande inimigo do saudável funcionamento do seu cérebro. Se quiser saber mais sobre o assunto, confira esse post do mentalidadeesaude.com sobre Vitaminas e minerais que auxiliam a memória